Will Marinho
Empreendedorismo,  Marketing

7 Influencers Negros que você precisa conhecer

Em um mapeamento feito pela agência espanhola SamyRoad no ano de 2019, foi apontado que o Brasil possui mais de 920 mil influenciadores digitais. Você com certeza deve seguir algum deles em suas redes sociais. Baseado nisso, aqui vai um desafio: cite mentalmente cinco dessas pessoas que você segue que são negros. 

Caso você não tenha conseguido encher uma mão com nome de influencers negros, você está lendo o artigo certo. Antes de prosseguirmos, um número para você pensar: de acordo com o censo feito pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), o país possui cerca de 54% da população formada por negros e pardos.No entanto os rostos das pessoas que te influenciam  são em sua maioria branco ou brancas.

Baseado nesses números, nos acontecimentos dos últimos dias (se você não sabe do que estou falando, volte dez casas) e no desafio que propôs a você no primeiro parágrafo, separei sete influencers negros para a sua degustação. Em tempos que discutimos com afinco questões ligadas a diversidade racial e a importância desse debate para um Brasil formado de todas as cores de pele, vamos começar por um ponto de partida importante: o seu olhar!

Com os cumprimentos do Chef!

AD Júnior

O primeiro a estrear nossa lista é filho de Juiz de Fora. O mineiro AD Júnior, é influencer, palestrante e Vp de marketing da Trace Brasil (canal de música e cultura afro-urbana). 

Em suas redes sociais, Ad sempre traz considerações e discussões preciosas sobre o racismo estrutural. Seu canal no Youtube possui quase 70 mil seguidores, enquanto a sua conta no Instagram soma 88 mil.

Nath Finanças

“Você que é pobre, baixa renda e quer aprender sobre educação financeira sem frustrações? Vem comigo!”, é o que diz a bio da carioca Nathalia Rodrigues no Youtube. 

Dona dos seus 131 mil inscritos no canal e 159 mil seguidores no Instagram,  Nath Finanças (como gosta de ser creditada nas redes sociais) posta conteúdos simples e assertivos sobre como gerenciar a eterna batalha entre o salário e os boletos. 

Além de trazer informações descomplicadas sobre fundos de investimento, medidas econômicas do governo e etc.

Gabi de Pretas

Outra carioca que faz sucesso nas redes sociais é a comunicadora Gabi Oliveira (Gabi de Pretas). A influencer e youtuber coleciona títulos importantes na carreira: seu nome está na lista de mulheres que inspiram da Think Olga, deu palestra no TEDx e venceu um concurso do próprio Youtube.

Seus conteúdos abordam desde questões estéticas do corpo negro até resenha sobre livros e séries. Atualmente Gabi possui 507 mil inscritos no Youtube e 286 mil seguidores no Instagram.

Thelma Assis

Após vencer o BBB20, a médica Thelma Assis automaticamente se tornou uma influenciadora digital.

Chamada carinhosamente de “Thelminha” nas redes sociais, a participante do reality show possui 6,3 milhões de seguidores no instagram.

Atualmente, ela ocupa a cadeira de repórter fixo no programa “É de casa” da Tv Globo.

Spartakus Santiago

Publicitário, criador de conteúdos, apresentador do Canal Futura e colunista do GNT, são algumas das funções de Spartakus Santiago.

Nas redes sociais, o baiano sempre traz discussões sobre temas ligados ao racismo e homofobia. Famoso pelo seu humor ácido, Spartakus reúne 150 mil inscritos no Youtube e 271 mil seguidores no Youtube.

Load Comic

Discutindo a ligação entre os quadrinhos e o hip hop, o influencer Load Comics é dos nomes promissores do mundo nerd.

Além de influenciador digital, Load é repórter do site Omelete (plataforma voltada a trazer informações sobre cinema, música e games).

Seu perfil no instagram possui 21 mil seguidores e seu canal no Youtube 120 mil inscritos.

Ana Paula Xongani

Empresária e criadora de conteúdo, Ana Paula Xongani é uma das personalidades negras mais influente nas redes sociais.

No ano de 2018 ela com mais 24 influencers (sendo dois deles presentes nessa lista: Ad Júnior e Spartakus Santiago), criaram um Coletivo de Influência Negra, que encabeçou uma ação de questionamento a marca de pasta de dentes Colgate.

Perguntando a marca qual era o motivo de se ter somente pessoas brancas em seus comerciais.

A ação foi um sucesso,levando a própria Colgate convidar os influenciadores para repensarem seu marketing em uma perspectiva que pudesse abranger maior diversidade racial.

No seu Instagram com 115 mil seguidores ou no seu Youtube com 84 mil inscritos, Ana Paula aborda o racismo sob diversas óticas: saúde, bem estar, educação e etc.

Este artigo é uma gentil e importante colaboração de Will Marinho | Jornalista, Gerente de MKT e palestrante em racismo institucional.

Comente!

Will Marinho

Jornalista, Gerente de MKT e palestrante em racismo institucional