Empreendedorismo

Constelação Familiar Sistêmica: e se o problema for, na verdade, a solução?

Por Paula Martins

Aqui, vou abordar o tema de negócios, aspectos profissionais. Apesar do nome da técnica nos levar diretamente para o nosso sistema familiar, nossos negócios, empresas, locais de trabalho e grupos que formamos com parceiros ou clientes também são sistemas aos quais fazemos parte.

E estes também podem ser melhor entendidos, e consequentemente mais produtivos e prósperos, quando as informações são incluídas, colocadas em ordem e equilibradas.

Não sei se você sabe, mas nossas escolhas profissionais, nosso relacionamento com colegas de trabalho e clientes, e nosso posicionamento perante nossa empresa ou ao local que trabalhamos, sofrem interferências diretas da nossa origem familiar. Aliás nossa sensação de sucesso e nossos ganhos ou perdas financeiras também!

De forma resumida, a Constelação Sistêmica é uma ferramenta terapêutica que utilizamos para entender as dinâmicas do nosso sistema familiar, e como as informações que recebemos dos nossos pais e de todos que vieram antes influenciam diretamente em nossa vida.

Quando nascemos, entramos em uma “história” que já está sendo contada

E além dos aspectos físicos, recebemos toda a carga de informações dos nossos pais, sendo que estes receberem dos nossos avós e assim por diante. Ou seja, traumas, perdas, ganhos, valores, crenças e tabus deste sistema vão ser as informações que sustentam o nosso inconsciente familiar. E este inconsciente exerce uma forte influência na nossa vida como um todo.

Equilibrio entre a vida pessoal e profissional

Esse é um desafio para todos nós, não é? (ufa!)

E de fato, você é uma pessoa, com todas as suas questões internas, que, se não olhadas, vão ser “espelhadas” na sua vida profissional.

E é através do trabalho que podemos nos sustentar, que alcançamos novas possibilidades para a vida. Muitas vezes, são as situações profissionais que nos retiram de nossa zona de conforto e nos empurram para o mundo.

O trabalho e relações de negócios nos impõe desafios que, se pudéssemos escolher, não vivenciaríamos. Seus movimentos nos fazem mudar, e assim, caminhar para frente. Por isso, o trabalho pode nos mostrar principalmente 2 aspectos:

Como é ou como foi a sua relação com seu pai?

É o trabalho que nos chama para o mundo, e esse é um movimento atribuído ao nosso pai. O masculino nos dá a ação, a energia de movimento. E dependendo de como você recebeu as informações relacionadas ao masculino, isso te leva a mais ou menos movimento, e a encontrar situações que te colocam de frente com esse masculino. Inclusive seus chefes ou seus clientes podem estar “representando” essa figura do masculino.

E como é ou como foi sua relação com a sua mãe?

É o trabalho que permite nosso acesso ao alimento, à segurança e à vida, movimentos do nosso primeiro sucesso na vida, atribuídos à nossa mãe. Por isso, Bert Hellinger, terapeuta alemão que desenvolveu a técnica da Constelação, diz que “o sucesso tem a cara da mãe”.

Como você olha para ela? Quais são as informações que você carrega em relação ao feminino que te deu a vida?

Por isso, a primeira coisa a olhar e entender é: qual a sua origem? De quem você veio e qual a história dessas pessoas?

Suas informações recebidas geneticamente não se limitam as suas características físicas! Você nasceu inserido(a) em um campo de informações, em uma história já sendo contada, e mesmo que não queira, aliás, principalmente se rejeitar, você vai se comportar e fazer escolhas baseadas nessas informações. Isso até que você tenha consciência disso, entenda, e aí sim, passe a ter um pouco mais de autonomia sobre suas escolhas e destinos.  

Através da Constelação podemos montar o seu sistema familiar e entender vários aspectos da sua empresa ou vida profissional, para que se consiga trazer à consciência toda a informação sobre as questões sistêmicas. Podemos olhar para todas as informações que hoje possam estar influenciando sua vida, sem que você perceba.

E não percebe por que olha para a dificuldade com um problema.

Mas e se eu te dissesse que, “o problema, na verdade, é a solução?”

Exatamente isso que você leu!

Quando você tenta sair de um problema passando por cima dele ou criando novas soluções, você não olha para a origem da questão. E tudo o que você vai fazer é trocar um problema por outro, e continuar em um ciclo de dúvidas, dificuldades ou medos.

Tudo que está difícil, que gera conflitos, está te mostrando uma dificuldade de fazer diferente das informações do seu sistema familiar. Existe uma necessidade de pertencimento que faz com que você siga padrões ou tenha medo de fazer diferente. Além de uma necessidade de equilíbrio, que faz com que você se vincule com situações do seu sistema familiar e queira, de alguma forma, honrar ou equilibrar algo que ficou desequilibrado.

Portanto, quando você olha para o problema, e entende sobre ele, ele passa a ser a solução. A solução de uma questão pessoal, que estava sendo representada nas suas relações ou posicionamento no trabalho.

Uma dica de olhar sistêmico

Como foi a história financeira do seu sistema de origem? Houve muitas perdas? Algum ganho “em cima” de alguém? Seus pais puderam ter sucesso? Seus pais te liberaram para crescer e ir para sua vida?

São muitas pessoas que vieram antes de você, são muitas informações que recebemos e muitas dinâmicas que representamos na nossa vida, basicamente por 3 motivos:

  • Alguém ou algum assunto foi excluído do seu sistema, e você pode estar “representando” essa pessoa ou situação;
  • Você está “ocupando” um lugar de maior, carregando pesos e dificuldades que não são suas;
  • Existem desequilíbrios que você vem tentando organizar ou tem medo de fazer diferente.

Esses 3 motivos acontecem baseados nas 3 leis sistêmicas que regem qualquer tipo de sistema (familiar, empresas, etc): a Lei do Pertencimento, onde nada nem ninguém pode ser excluído do sistema; a Lei da Hierarquia, que nos aponta a necessidade de respeitar ordem de chegada, onde quem vem primeiro é maior e tem autoridade; e a Lei do Dar e Receber, que deixa claro que, para termos relações e trocas saudáveis, deve existir um equilíbrio entre as ações.

E essas desordens vêm do nosso sistema familiar. Se na minha família meu pai não pode ocupar o lugar de pai (por qualquer motivo, não cabe a nós julgar os pais), eu posso ocupar o lugar dele (seguindo um amor infantil que acha que dá conta das necessidades do meu sistema) e passar a atuar na minha vida como alguém maior, ou seja, sendo um “pai” para meus clientes ou funcionários, ou me colocando como autoridade em um lugar que eu deveria me relacionar com pessoas da mesma hierarquia que eu.

Veja algumas questões importantes que podem ser solucionadas ou colocadas no lugar através da Constelação Sistêmica:

  • Entender o seu lugar na empresa (sua ou onde você trabalha)
  • Escolha entre opções de carreira ou produtos
  • Dificuldades de seguir e ter sucesso
  • Decisão de continuidade ou finalização
  • Conflitos internos em empresas
  • Perdas financeiras
  • Equilíbrio entre vida pessoal e profissional
  • Sucessão de empresas familiares
  • Diagnósticos e definições de estratégias

Uma constelação pode trazer à tona o que realmente está acontecendo em uma organização, ou na sua vida profissional, e pode apresentar alternativas. Mas é o cliente quem decide o que irá fazer com essas informações. A responsabilidade sobre escolhas passa a ser de um adulto que reconhece suas próprias questões.

Se identificou? Consegue perceber questões relacionadas aos seus negócios que você não consegue solucionar? Olhe para sua origem, para a história que você faz parte!

E eu, Paula Martins, posso te ajudar, é só me procurar através das minhas redes, meu site ou Instagram, ou pode me chamar direto no whatsapp, que batemos um papo!

Comente!

Paula Martins

Paula Martins é Nutricionista, Consteladora Sistêmica e Diretora da Clínica Bom Pastor.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site is protected by reCAPTCHA and the Google Privacy Policy and Terms of Service apply.